• Brasileiro naturalizado faz Jordan Pickford trabalhar e deixa boa impressão
  • Iniciado por Lucas
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
  • Lucas
  • Treinador
  • *****

    • 978

    • Masculino
    • Outubro 16, 2019, 01:13:53
    • Guapiaçu
  • mais
Goleada da Inglaterra por 4 a 0, duas falhas feias da defesa, e ainda assim teve jogador da Bulgária com motivos para deixar Wembley minimamente satisfeito. Mesmo que a derrota nas eliminatórias da Eurocopa tenha sido dura, para Wanderson foi um bom cartão de visitas. Estreante na seleção, o brasileiro naturalizado teve duas finalizações defendidas por Jordan Pickford e deixou boa impressão para a comissão técnica.

Wanderson apareceu bem no meio da defesa inglesa em duas tabelinhas com o também brasileiro naturalizado Marcelinho. Na primeira, no início do primeiro tempo, bateu sem muita força, e Pickford não teve maiores dificuldades. No início do segundo tempo veio a nova oportunidade, e o goleiro inglês mostrou ótimo reflexo para fechar o ângulo e evitar o gol adversário.

- Acho que deixei uma impressão boa. Tentei participar bastante da partida, tive algumas situações de gol. Infelizmente não pude fazer os gols, mas acho que, pela dificuldade que foi o jogo e por ser uma estreia, por nunca ter jogado com os jogadores dessa seleção, eu saio feliz com a partida que consegui fazer. A gente sabia que o jogo ia ser muito difícil pela seleção da Inglaterra ser uma equipe muito forte, o lugar onde estão os melhores jogadores do mundo. Só fico triste pelo resultado. Tivemos algumas falhas e poderíamos ter feito um jogo melhor.

As falhas a que o atacante se referem foram bobeadas incríveis da defesa que resultaram nos gols ingleses. Na primeira o goleiro Iliev usou o tiro de meta para trocar passes dentro da área, e Sterling se antecipou para roubar a bola e rolar para Kane abrir o placar. O camisa 9 marcaria outros dois gols em cobrança de pênaltis bobos, além de roubar uma bola no meio e tocar para Sterling também deixar o dele.

Apesar da frustração pelo resultado, Wanderson estava orgulhoso de dividir o campo com jogadores de ponta do futebol mundial. Jogou para mais de 82 mil pessoas no mítico estádio de Wembley e recebeu o carinho dos amigos de Cruzeiro do Oeste, cidade em que nasceu no Paraná.

- É muito legal ver a reação de todo mundo, muitas mensagens de incentivo. Eles se sentem muito orgulhosos de ter um amigo que chegou onde cheguei. Da cidade pequena de onde eu vim não são muitos que viram jogadores de futebol. Então hoje estar em Wembley jogando com os melhores do mundo os deixa muito felizes.

No Brasil, Wanderson teve como principal clube a Portuguesa. Apesar do rebaixamento polêmico do time em 2013, o atacante teve boas atuações no Brasileiro e no Campeonato Paulista do ano seguinte e atraiu a atenção do Ludogorets, da Bulgária. A proposta agradou e deu coragem ao paranaense para arriscar. Até então ele nunca tinha saído do país e sequer tinha passaporte.

O primeiro ano na nova casa foi difícil. Razgrad, a cidade em que fica o clube, tem menos de 40 mil habitantes e um inverno rigoroso. Mas aos poucos Wanderson foi se adaptando e aprendendo o idioma. O Ludogorets também consolidou-se como um reduto de jogadores brasileiros e chegou a ter 10 no elenco – hoje tem cinco, além de três fora por empréstimo.

A ideia da naturalização partiu do clube, que sinalizou para o atacante a possibilidade de chegar à seleção do país. Wanderson gostou da ideia e seguiu trabalhando. Na última temporada marcou oito gols e deu 13 assistências em 45 jogos e entrou no radar do técnico Krasimir Balakov.

- Depois de quatro anos de Bulgária eles começaram a falar que se eu continuasse me destacando eu poderia ter uma chance na seleção. Aí comecei a pensar nessa possibilidade. Um mês antes de eu ser convocado conversei com o treinador Balakov, e ele falou que queria contar comigo no jogo contra a Inglaterra. Fiquei muito feliz, claro. O sonho de qualquer jogador é chegar numa seleção. E como eu estou na Bulgária há cinco anos, esse é o reconhecimento do meu trabalho e eu estou muito feliz.

Com Wanderson provavelmente mais uma vez entre os titulares, a Bulgária disputa um amistoso contra a Irlanda nesta terça-feira. O próximo jogo oficial será contra Montenegro, em 11 de outubro, pelas eliminatórias da Euro. No momento o país está em quarto lugar no Grupo A com dois empates e três derrotas em cinco jogos.

https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/brasileiro-naturalizado-faz-jordan-pickford-trabalhar-e-deixa-boa-impressao-na-estreia-pela-bulgaria.ghtml


  • Gosto    Nao Gosto    Supreendido    Medo    Triste    Sorriso    Terror    Piscar    Desconfio    Lágrimas


Tags: